P e d e s t r i a n i s m o

     
C o n s u l t e

P E R C U R S O S
R E A L I Z A D O S    

         
       
     
 
       
     
 
       
     
 
       
 

       
     
 
 
 
 
 
 
 
 

 


 

Responsabilidade dos Participantes

 

Adquira a sua Licença Desportiva de Montanheiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Percursos Pedestres do Município de Lamego
 

 

 

Pr1
Pr3
Pr4
Pr5
Pr6
Desdobravel pr1
Desdobravel pr2
Desdobravel pr3
Desdobravel pr4
Desdobravel pr5
Desdobravel pr6
 
 
 
 
 
 
Calendário de Percursos Pedestres 2018
Dia
Mês

Designação do Percurso
Duração
Tipo

 

11

 

19

 

23

 

fevereiro

 

maio

 

setembro

 

Rota do Entrudo

 

GR Rota de Santiago no Concelho de Lamego

 

Rota das Vindimas

 

Um Manhã

 

Todo o Dia

 

Uma Manhã

 

Pequena Rota

 

Grande Rota

 

Pequena Rota


A Organização reserva o direito de alterar este calendário, sempre que tal seja necessário ou conveniente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
ROTA DO ENTRUDO - 11 DE FEV 2018

 

No domingo, dia 11 de fevereiro, pelas 9h:15, junto ao coreto da Vila de Lazarim – Lamego, cerca de setenta caminheiros oriundos de várias localidades do país iniciavam a marcha para cumprir os cerca de 8 km da Rota do Entrudo – Máscaras de Lazarim, com passagem por Parafita, Mazes e regresso a Lazarim.
O dia estava frio e a ameaçar chuva, mas a caminhada foi feita a bom ritmo, apesar do numeroso grupo. Depois da longa subida que nos levou à localidade de Parafita, fizemos uma breve paragem para juntar os caminheiros e recuperar o fôlego. Pelas 10h:30, junto à ribeira de Mazes, fizemos nova pausa, mas desta vez para comer o que levávamos nas mochilas.


Já em Mazes, visitamos os cafés locais, convivendo com a população e, à saída da povoação, registamos o momento com mais uma foto de grupo.

Pelas 12h:00 chegamos ao Centro Interpretativo da Máscara Ibérica (C.I.M.I.), em Lazarim, onde fomos recebidos pela senhora diretora, arq. Tânia Borges. De seguida, após uma apresentação daquele Museu, o grupo iniciou a visita à exposição de máscaras ligadas às tradições de Carnaval (Entrudo), não só de Lazarim, mas também de outras regiões de Portugal e Espanha.
Após a visita, os caminheiros despediram-se, mas muitos ficaram na Vila para assistir ao cortejo alegórico com a participação, entre outros, dos caretos de Grijó – Bragança.
Visite a página do Ténis Clube de Lamego em  www.tenisclubelamego.com, onde poderá ver as fotos da Rota do Entrudo 2018.
Este evento foi mais uma organização da secção de pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego,  em colaboração com: Centro Municipal de Marcha e Corrida de Lamego; Inovterra; Instituto Português do Desporto e Juventude; Federação Portuguesa de Campismo e Montanhismo; Grupo Caminhar – Facebook ; Amigos de Ferreiros A.C.D;  Revista – “O Praticante” ; Farmácia Senhora dos Remédios –Lamego; Câmara Municipal de Lamego e Junta de Freguesia de Lazarim.

VEJA AQUI TODAS A FOTOS
 
TOPO
 

 

Rota de Santiago no Concelho de Lamego

 

Com organização da Secção de Pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego e apoio de: Centro Municipal de Marcha e Corrida de Lamego; Inovterra; Instituto Português do Desporto e Juventude; Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal; Revista OPraticante; Associação D.S.C.D – Magueija; Farmácia Nossa Senhora dos Remédios; União de Freguesias Bigorne, Magueija, Pretarouca; e Câmara Municipal de Lamego vai realizar-se no dia 19 de maio, sábado, a ROTA DE SANTIAGO – Concelho de Lamego.


Os Caminhos de Santiago são percorridos há doze séculos e levam-nos até à Cidade de Santiago de Compostela, na Galiza, onde repousam os restos mortais do apóstolo São Tiago, ou Santiago. Os caminheiros que se propõem percorrê-los recebem o nome de peregrinos, do latim "per ægros", "aquele que atravessa os campos", têm como seu símbolo uma concha, normalmente uma vieira, designada localmente por "venera", costume do tempo em que os povos ancestrais peregrinavam a Finisterra.
O Caminho Português Interior de Santiago liga Viseu a Chaves, atravessando o território dos Municípios de Viseu, Castro Daire, Lamego, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar e Chaves. Neste último Município, o trilho cruza a fronteira, ligando à Via da Prata (percurso que se inicia em Sevilha), em direção a Santiago de Compostela.


No Concelho de Lamego, o Caminho Português Interior de Santiago tem início em Bigorne e termo no Lugar do Torrão (junto ao rio Douro), num total de 28,8 km, devidamente sinalizados com o símbolo da concha amarela em placa de fundo azul.
A Rota de Santiago – no Concelho de Lamego será percorrida num só dia, com a seguinte configuração: de manhã, faremos a parte sul – início em Bigorne e término em Lamego. Na parte da tarde, terá lugar o caminho norte do nosso concelho, com início em Lamego e final no Lugar do Torrão (Junto à ponte pedonal Lamego-Régua).


Para nos acompanhar, apenas terá que efetuar uma simples inscrição nos locais que indicamos no nosso programa. Quem quiser, mediante o pagamento de dois euros e cinquenta cêntimos, receberá a Credencial Portuguesa de Peregrino de Santiago.

Quem só quiser participar da parte da manhã ou da parte da tarde, também o poderá fazer. Para ingressar no grupo da parte da tarde deverá estar junto do marco de Santiago, na praça do Comércio, em Lamego, pelas 14h:35 e esperar pelo grupo.

Pontos de Interesse:
Igreja Matriz de Santiago, em Magueija;
Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, em Lamego;
Catedral de Lamego;
 Igreja de Santa Maria Maior de Almacave, em Lamego;
Igreja de Sande


Programa:


Dia 19  de maio – parte da manhã
8h:15 – Concentração dos Caminheiros junto à Câmara Municipal de Lamego; obtenção de Credencial de Santiago e carimbo da CML.
8h:45 – Partida em autocarro para Bigorne
9h:15 – Partida do Nó da A24 em Bigorne.
11h:00 – paragem em Magueija - Receção dos Caminheiros/Peregrinos pelo Exmo. Sr. Presidente da Junta de Freguesia da União de Freguesias Bigorne, Magueija, Pretarouca e pela Associação D.S.C.D – Magueija
13h:30 – Chegada Ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios e paragem para almoço. – Almoço tipo picnic, da responsabilidade de cada participante.
Ficha Técnica:
Distância – 19 Km
Grau de Dificuldade – moderado
Tipo de caminho Estradões de terra Batida e trilhos de piso pavimentado
Descrição do percurso - Pequena Rota; linear
Saída de Bigorne, Magueija, Magueijinha, Matança, Matancinha, Grandal, Sucres, Penude, Arneirós, Santuário de Nossa Senhora dos Remédios.

Dia 19 maio – parte da tarde
14h:15 – Saída do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios
14h: 35 – Chegada ao Marco da Rota de Santiago na Praça do Comércio e ingresso de caminheiros para este troço
16h:30 – paragem para merendar
18h:00 – Chegada ao lugar do Torrão (Junto à ponte pedonal Lamego-Régua) e regresso a Lamego em Autocarro.

Ficha Técnica:
Distância – 10 Km
Grau de Dificuldade – moderado
Tipo de caminho – trilhos de piso pavimentado e estradões de terra batida.
Descrição do percurso - Pequena Rota; linear
Saída do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, Av. Dr. Alfredo de Sousa, Catedral de Lamego, rua da Olaria, rua de Almacave, Praça do Comércio, Souto Côvo, Sande, Pontão, Central do Varosa, Lugar do Torrão.

Inscrições:
Inscrições Limitadas até ao dia 13 de maio nos seguintes locais:
Farmácia Nossa Senhora dos Remédios em Lamego
Através de preenchimento de ficha eletrónica.
Telemóvel - 918369750

Credencial de Santiago - fornecida no local de partida, a quem quiser, mediante o pagamento de 2,50 €, sendo carimbada na CML.

Responsabilidade dos Participantes

  • Material individual necessário às condições do percurso e meteorológicas;

 

  • Condição física e estado de saúde em conformidade com as exigências da caminhada;
  • Seguro de acidentes pessoais

 

Conselhos:

  • Leve merenda e água;
  • Utilize um bastão de caminhada, que ajuda nos apoios em zonas mais complicadas;
  • Não atrase o andamento do grupo com paragens desnecessárias;
  • Leve máquina fotográfica.
  • Evite barulhos e atitudes que perturbem a paz do local;
  • Deite o lixo apenas nos locais apropriados;
  • Observe a fauna à distância, se possível com binóculos;
  • Não colha ou danifique plantas ou quaisquer formações geológicas;
  • Respeite a propriedade privada;
  • Seja afável com os habitantes locais, esclarecendo quanto à atividade em curso e às marcas do trajeto.
 
Em 2016 foi assim:
 
 
 
TOPO