P e d e s t r i a n i s m o

     
C o n s u l t e

P E R C U R S O S
R E A L I Z A D O S    

         
       
     
 
       
     
 
       
 

       
     
 
 
 
 
 
 
 
 

 


 

Responsabilidade dos Participantes

 

Adquira a sua Licença Desportiva de Montanheiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Percursos Pedestres do Município de Lamego
 

 

 

Pr1
Pr3
Pr4
Pr5
Pr6
Desdobravel pr1
Desdobravel pr2
Desdobravel pr3
Desdobravel pr4
Desdobravel pr5
Desdobravel pr6
 
 
 
 
 
 
 
Calendário de Percursos Pedestres 2017
Dia
Mês

Designação do Percurso
Duração
Tipo

 

26

 

7

 

17

 

fevereiro

 

maio

 

setembro

 

Rota do Entrudo

 

GR Rota de Santiago no Concelho de Lamego

 

Rota das Vindimas

 

Um Manhã

 

Todo o Dia

 

Uma Manhã

 

Pequena Rota

 

Grande Rota

 

Pequena Rota


A Organização reserva o direito de alterar este calendário, sempre que tal seja necessário ou conveniente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
ROTA do ENTRUDO 2017

Veja todas fotos
 

No domingo, dia 26 de fevereiro, pelas 9h:15, junto ao coreto da Vila de Lazarim – Lamego, cerca de noventa caminheiros oriundos de várias localidades do país iniciavam a marcha para cumprir os cerca de 8 km da Rota do Entrudo – Máscaras de Lazarim, com passagem por Parafita, Mazes e regresso a Lazarim.


Com um dia frio mas ensolarado, a caminhada foi feita num bom ritmo, apesar do numeroso grupo. Depois da subida que nos levou à localidade de Parafita, paramos mais à frente, pelas 11h00, junto à ribeira de Mazes, onde comemos o que levávamos nas mochilas. Antes de reiniciar a marcha para Mazes, o grupo posou para a habitual fotografia, eternizando assim o momento.
 Pelas 12h:20, após passagem em Mazes, chegávamos ao Centro Interpretativo da Máscara Ibérica (C.I.M.I.) em Lazarim, onde fomos recebidos com uma mesa de bolas de Lazarim que fez a delícia dos participantes.

De seguida, iniciamos uma visita guiada ao Museu com uma prelação do Sr. Amândio Lourenço, antigo Presidente de Junta de Freguesia de Lazarim, que nos deu a conhecer a origem deste carnaval e a sua evolução ao longo dos tempos. A senhora diretora do Museu, Tânia Borges, guiando-nos pelas salas do Centro, apresentou-nos a exposição de máscaras ligadas às tradições de Carnaval (Entrudo), não só de Lazarim, mas também oriundas da Península Ibérica - algumas regiões de Portugal e Espanha. Ainda durante a visita, houve tempo para uma conversa com o artesão local, Sr. Adão Almeida, que junto com a diretora do C.I.M.I. explicou o processo de fabrico dos caretos de Lazarim, falando também da madeira utilizada na confeção.


Após a visita, os caminheiros despediram-se, mas muitos ficaram na Vila para assistir ao cortejo alegórico com a participação, entre outros, dos caretos de Grijó – Bragança e dos espanhóis da Galiza.


Dia 2 de abril, participe na “Rota das Cerejeiras em Flor”- organização da Amigos de Ferreiros A.C.D.


Este evento foi mais uma organização da secção de pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego  em colaboração com: Centro Municipal de Marcha e Corrida de Lamego; Inovterra; Instituto Português do Desporto e Juventude; Federação Portuguesa de Campismo e Montanhismo; Grupo Caminhar – Facebook ; Amigos de Ferreiros A.C.D;  Revista – “O Praticante” ; Farmácia Senhora dos Remédios –Lamego; Câmara Municipal de Lamego e Junta de Freguesia de Lazarim a quem esta organização agradece o carinho com que nos recebeu.

Rui Ramos

 
Todas as fotos
 
 
FOTOS
 
VÍDEO do caminheiro A. Seixas Meireles
 
 
Mapa
Perfil Altimétrico
 
Topo
 
 
ROTA D'el REI 2017

 

A secção de pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego realizou a caminhada Rota D’el Rei, extra calendário oficial, no domingo, dia 9 de abril, reativando um trilho muito bonito que, anos atrás, era percurso obrigatório no nosso calendário.
Foi uma caminhada de lazer, feita pelos nossos caminheiros, tendo sido dada a todos a oportunidade de os acompanhar.

A “Rota D’el Rei” tem os seus trilhos mesmo às portas da Cidade de Lamego, passando por Vila Nova de Souto D’el Rei e S. Martinho do Souto e juntou cerca de trinta amantes desta modalidade.

 

FOTOS do Caminheiro Tó Silva
 
Topo
 

 

ROTA DE SANTIAGO NO CONCELHO DE LAMEGO 2017

 

A Rota de Santiago, no concelho de Lamego, com cerca de 30km, pré iniciou-se pelas 8h:00 da manhã, de sábado, dia 6 de maio de 2017, com os caminheiros a serem recebidos no Salão Nobre da Câmara Municipal de Lamego, onde adquiriram as credenciais de Santiago, fornecidas pela Associação Espaço Jacobeus de Lamego e carimbadas pela Drª Andrea Santiago, vereadora do pelouro da Cultura, Educação e Desporto.


Após breves palavraspor parte da Organização e da Sra. Vereadora, os pedestrianistas partiram em autocarro para Bigorne, iniciando aí a marcha, em direção a Magueija, num dia nublado, com boas abertas, mas pontuado por alguns aguaceiros. A temperatura era a ideal para a atividade.


Cerca das 11h:00, o grupo chegava a Magueija, sendo acolhido pelo presidente da União de Freguesias Bigorne, Magueija e Pretarouca, Sr. Gilberto, e pela Associação para o Desenvolvimento Social, Cultural e Desportivo de Magueija (A.D.S.C.D.M.) com os seus membros vestidos a rigor com o traje popular de Magueija. De seguida, os caminheiros foram encaminhados para um edifício onde carimbaram as credenciais e usufruíram da oferta de bebidas frescas e iguarias da região, não faltando a música, a dança e a alegria. O nosso agradecimento pela receção que, mais uma vez, fizeram aos participantes / peregrinos da Rota de Santiago, e que foi muito apreciada por todos, nomeadamente pelos estreantes.


Havia que recuperar o tempo excessivo de paragem, pelo que os caminheiros rapidamente voltaram ao trilho e, palmilhando terreno, foram deixando Penude e Arneirós para trás, em direção a Lamego. Pelas 13h:50, pararam junto ao Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, onde todos puderam repousar e almoçar.


Cerca das 14h:30, após certificar a sua passagem no Santuário com um carimbo da Irmandade de Nossa Senhora dos Remédios, o grupo partiu para a última etapa, em direção ao lugar do Torrão, junto à ponte pedonal da Régua. Este percurso passa por Souto Côvo, Sande, Central do Varosa. Os últimos quilómetros são percorridos num trilho da famigerada linha de comboio da Régua para Lamego, sendo a ponte de alvenaria sobre o rio Varosa, uma obra de arte, a maior lembrança desses tempos.


Sempre a bom ritmo, o grupo concluiu esta etapa, aproveitando para admirar e fotografar a paisagem que se apresentava perante a sua vista, desfrutando ainda do convívio entre caminheiros oriundos de diversos pontos do país, já em jeito de despedida.


Eram cerca das 17h:45, quando o autocarro da organização recolheu os participantes, junto ao Rio Douro, para o regresso a Lamego.


Este foi mais um evento com organização da Secção de Pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego e apoio de: Centro Municipal de Marcha e Corrida de Lamego; Espaço Jacobeus; Inovterra; Instituto Português do Desporto e Juventude; Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal; Revista OPraticante; Associação D.S.C.D – Magueija; Farmácia Nossa Senhora dos Remédios; União de Freguesias Bigorne, Magueija, Pretarouca; e Câmara Municipal de Lamego , a quem endereçamos os nossos agradecimentos por ter assegurado o transporte dos participantes.


Se gosta de caminhar, participe no dia 4 de junho no Percurso Pedestre Solidário “Varandas do Douro”, a favor das famílias das vítimas da Tragédia da Pirotecnia Egas Sequeira, na Freguesia de Ferreiros, com concentração dos participantes junto ao Lugar do Coreto, em Ferreiros - Lamego, às 9h:45 – organização dos Amigos de Ferreiros - A.C.D..

Rui Ramos

FOTOS
FOTOS
 
 
Topo

 

ROTA DAS VINDIMAS 2017

 

No domingo, dia 17 de setembro, em Samodães – Lamego, pelas 9h:15 da manhã, mais de sessenta participantes davam início à Rota das Vindimas, após algumas palavras da organização - secção de pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego.
Manhã fresca com Sol, ótima para caminhar.


O grupo de caminheiros tem sido, em anos anteriores, acompanhado por alguns habitantes de Samodães, mas este ano tal não aconteceu, pois a população da vila estava embrenhada na azáfama das vindimas do maior proprietário viticultor da localidade. Apesar disso, fomos apoiados por vários elementos da Junta de Freguesia, que se associou a esta iniciativa, sendo de grande utilidade durante a caminhada.


As vinhas apresentaram-se, na sua maioria, esvaziadas do seu fruto. No entanto, devido ao calor do Estio, encontramos muitas cepas com “uvas passas” que fizeram a delícia dos caminheiros, de tão doces que eram. Junto ao rio Douro, uma árvore deixou todos espantados: uma cerejeira florida em meados de setembro!!!! Será que está a florir pela segunda vez, neste ano? O clima a mudar, ai está, está…..


Como vem sendo habitual, a meio do trilho, junto do rio Douro, em Vale de Abraão, elementos da Junta de Freguesia de Samodães esperavam-nos para o “reforço” que nos iria permitir iniciar a subida: vinho fino de Samodães (vulgo vinho do Porto), acompanhado por deliciosos biscoitos caseiros.


A dureza da subida impôs respeito, o ritmo de passada baixou naturalmente, mas as atrações que iam surgindo - vegetação diversa e uma deslumbrante paisagem - não deixaram pensar em cansaço. Pelo caminho, ainda nos cruzamos com um numeroso grupo de caminheiros/turistas que também percorria este maravilhoso trilho duriense.


Pelas 12h:30, terminávamos a caminhada junto à sede da Junta local, onde nos esperava uma grande surpresa: a Presidente da Junta, Sr.ª Dona Alzira, e o seu “Staff” aguardavam-nos com um belo porco no espeto!


Foi um momento elogiado por todos, de confraternização e de agradecimentos, em que a Direção do Ténis Clube de Lamego aproveitou para entregar à Dona Alzira uma placa gravada, como forma de agradecimento.


Termino, deixando aqui um reparo sobre o estado de conservação deste trilho. O que encontramos foi um percurso municipal, com sinalização recentemente pintada, mas com alguns cruzamentos a deixarem dúvidas no caminho a seguir! A conservação do caminho estava muito boa na freguesia de Samodães, mas na freguesia de Cambres, lugar de Pomarelhe, (o percurso atravessa as duas freguesias) o que encontramos foi mau demais, um pequeno troço estava intransitável com a imensa vegetação que tinha!! Fomos obrigados a transpor um muro lateral e invadir propriedade privada para conseguir progredir! Muito mau cartaz turístico!


Este foi mais um evento realizado pela secção de pedestrianismo do Ténis Clube de Lamego, em colaboração com: Centro Municipal de Marcha e Corrida de Lamego; Inovterra; IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude; Grupo Caminhar – Facebook ; Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal; Amigos de Ferreiros A.C.D;  Revista – “O Praticante” ; Farmácia Senhora dos Remédios – Lamego; Junta da Freguesia de Samodães e Câmara Municipal de Lamego.


Rui Ramos

VEJA AS FOTOS DO EVENTO
 
Topo